Mato Grosso tem roteiro para todo tipo de folião

Mato Grosso tem roteiro para todo tipo de folião

Mato Grosso tem roteiro para todo tipo de folião

0
0

Tanto os que não dispensam o samba, como os que querem ficar ‘de boa’ têm opção garantida, mas corra para fazer o agendamento, as vagas em hotéis e passeios são limitadas.

Caroline Rodrigues | Sedec-MT

Mato Grosso tem espaço para todos os tipos de foliões e oferece uma série de opções para quem quer aproveitar os dias de Momo como manda a tradição, nos bloquinhos e agitações, ou na tranquilidade, desfrutando da natureza e da possibilidade de fazer absolutamente nada durante o feriadão de 5 dias.

Para ajudar quem ainda está em dúvida sobre qual roteiro seguir, a Secretaria-adjunta de Turismo, vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), elaborou algumas sugestões que podem agradar diferentes perfis. Porém, aos que deixam tudo para última hora, os técnicos alertam que é preciso correr porque alguns destinos e atrativos já estão sem vagas disponíveis.

Folião tranquilão – Sombra e água fresca é o lema deste tipo de turista que quer usar o tempo livre para descansar sozinho ou em casal. Para ele, as pousadas de charme de Chapada dos Guimarães são uma boa pedida. Elas têm muito estilo e o clima ameno da cidade, distante cerca de 60 km de Cuiabá, é convidativo aos amantes de vinho.

Já para quem quer mesclar a tranquilidade com o contato com a natureza, uma boa opção é o circuito de cachoeira Carimã em Rondonópolis. O local tem 9 cachoeiras em menos de 3 km e oferece espaço para acampar e alojamento em pousada também.

Paredões embelezam o percurso até Chapada dos Guimarães

Folião pescador – Quem se interessa por pescaria pode aproveitar uma das inúmeras pousadas do Pantanal, que geralmente têm alojamentos confortáveis e disponibilizam passeios de barco e outras atrações.

E, para as pessoas que tentam sair um pouco do tradicional, existem ótimas instalações em São José do Rio Claro, onde é possível ver o fenômeno do rio que pega fogo, no rio Arinos.

Aos curiosos, existem vários vídeos na internet mostrando os canoeiros movimentando o fundo do rio com os remos e em seguida, aparecendo bolhas sobre a água que pegam fogo quando uma pequena tocha, amarrada em um galho de árvore, chega perto.

Vale lembrar que a região favorece também os observadores de aves e quem quer explorar a natureza.

Outra pescaria que pode ser um pouco diferente é na comunidade Piúva, que fica a 5 km de Barão de Melgaço. Lá, participar das tradições locais agrega valor ao passeio.

Cachoeira de Utiariti está no roteiro do turismo indígena

Folião de vivência – Para as pessoas que querem aprender, emergir em novas culturas e viver momentos únicos, o Turismo Indígena Rota dos Parecis é a melhor opção. Mas, para isto, é importante reservar um pouco de tempo e ter preparo físico porque ele demora cerca de 3 dias e envolve trilha, acampamento e rapel.

Neste roteiro, o turista irá visitar aldeias e assistir apresentações com dança, cânticos, histórias místicas, pinturas corporais e as demais atividades de uma aldeia. Há ainda trilhas e banhos em várias cachoeiras, mas em destaque está o Salto Utiariti.

Outro local que pode atrair este tipo de folião é a Comunidade de Mata Cavalo. A associações dos moradores, remanescentes de quilombos, oferecem a vivência dentro das famílias, presenciando as rotinas e aprendendo um pouco mais sobre a cultura deles. Neste caso, o passeio é operado pela própria comunidade.

Dolina Milagrosa está localizada em Cáceres, a menos de 200 km de Cuiabá

Folião radical – Este está com um cardápio cheio. Tem desde Jaciara, que já tem o nome solidificado como cidade dos esportes radicais a Chapada dos Guimarães, onde a subida do Morro São Jerônimo é um atrativo que conta com alto grau de dificuldade.

Rafting, rapel e canoagem são oferecidos pelas operadoras de Jaciara. Vale lembrar que quando o passeio é feito em grupo, fica mais acessível em valores, porém nada impede o interessado faça amizade com um grupo formado pelos guias e siga rio abaixo. Como se trata de feriado, é preciso reservar com antecedência.

Outra alternativa calma, mas não menos radical é o mergulho em profundidade na Dolina Milagrosa em Cáceres. O local é belíssimo e torna essencial um self com os amigos para fazer o check in nas redes sociais.

Comunidade de São Gonçalo da Beira do Rio é acolhedora e traz peixarias conceituadas

Folião gastronômico – Se tem uma coisa que mato-grossense sabe cozinhar bem é peixe. Então, nada como aproveitar o feriado para comer bem nos restaurantes das comunidades ribeirinhas, como Passagem da Conceição e Bom Sucesso, em Várzea Grande. E não dá para se esquecer da rota do peixe, no tradicional bairro São Gonçalo Beira Rio, em Cuiabá.

Na lista de roteiros, dá para incluir ainda a comunidade de Varginha, em Santo Antônio de Leverger, onde há um carnaval tradicional com comida boa e farta.

Folião mega animado – Cuiabá terá uma vasta programação com o desfile de blocos de carnaval e ainda festejos na Orla do Porto, com atração nacional. Os espaços tradicionais, como a Praça da Mandioca, na área central, vão oferecer a matinê para as crianças. A festa infantil ocorrerá ainda em um shopping da cidade.

Em Chapada dos Guimarães, Nossa Senhora do Livramento e Santo Antônio de Leverger também haverá folia.

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *